Brasão da Cidade

Os símbolos municipais são figuras emblemáticas que retratam a história e as características de cada comunidade e traduzem seus elementos mais expressivos como sua identidade, sua evolução política, administrativa e econômica, seus costumes e tradições. Com o objetivo de estimular o espírito cívico do povo Juremense e o amor à sua terra, vendo que há tantos anos o município não tinha um brasão, decidiu-se criar um símbolo que honrasse a história e que tivesse a correta representação gráfica, e significado de símbolos do município. Criado pelo produtor cultural e pesquisador, Uhélio Gonçalves, e desenvolvido pelo designer gráfico, Bruno Moura, o brasão original foi criado a lápis e posteriormente redesenhado digitalmente, com ideias e significados baseados em ícones representativos da cidade de Jurema. No desenho do brasão foi usado como base a bandeira da cidade, suas cores, os elementos de destaque histórico e referências de formas geométricas dos padrões de contorno dos brasões brasileiros. O escudo em formato reto e angular com contorno duplo, com três divisões, nas cores da bandeira, representadas da seguinte forma:

Fé – A igreja católica, como base da fundação da cidade.
Origem – A árvore que deu nome ao município – Jurema.
Coragem – A força do trabalhador Juremense.


O sol no topo, em alusão ao futuro e na cor amarela simbolizando as riquezas. As riquezas agrícolas que são a cana-de-açúcar e o café, estão representadas com as suas cores naturais. O ramo de café é apresentado com seus frutos vermelhos e a haste de cana-de-açúcar apresenta-se inteiramente enfolhada e toda verde. A flâmula é um ornamento exterior consistente em uma expressão afirmativa de virtude, constância, lealdade e coragem, leva como tema a data de emancipação, o nome da cidade, e o ano do acontecimento. a cor vermelha representando todo amor e respeito pela história e significados da importância de cada Juremense que lutou dia a dia por um futuro melhor.

Skip to content